capacitor.jpg

O capacitor desmontável é um experimento onde é possível demonstrar que os elétrons não existem, sendo na verdade uma polarização do contra-espaço(Eter) ! (veja o vídeo)

O próprio James Clerk Maxwell, elaborou uma teoria do Eletromagnetismo a partir de propriedades dinâmicas de um fluido, o éter. Seguindo os cálculos de Maxwell, é possível identificar princípios, físicos e matemáticos, nos quais a teoria do éter se apoia.

 

A principal propriedade é a elasticidade rotacional do fluído, introduzida por James MacCullagh. Embora a teoria não seja mais aceita, devido a dogmatismos vinculados a interesses corporativos e econômicos,  ela estabeleceu as bases para a ciência do Eletromagnetismo.

No experimento dos capacitores desmontáveis, duas capas metálicas e um isolante são utilizados. Ao montar e eletrificar o capacitor (carregar), podemos desmontar o mesmo e estabelecer contato físico entre as partes metálicas. Em seguida remontamos o capacitor e descarregamos por meio de um curto entre os terminais metálicos, observando o salto da chispa elétrica.

O que ocorre é que os metais agem como obstrutores da corrente elétrica, obrigando-a a seguir por fora deles para poder reequilibrar-se. Ao chegar no corpo ou barreira supostamente isolante, cria uma polarização do "vácuo" (contraespaço, eter, ZPE, etc) este permanecerá inalterado, pois a função no contraespaço é não cartesiana, ou pontual. Assim que as mesmas placas metálicas ou outras quaisquer, são recolocadas entre o anti-elétrico (isolante) teremos o reaparecimento da carga elétrica e a capacidade de descarregar o capacitor.

Isso demonstra que não existe no metal, quaisquer partículas eletrizadas. A eletricidade é um fenômeno que ocorre livre de transferência de massa.

Maxwell em sua obra "A dynamical theory of the electromagnetic field", ele traz uma negativa a "ação à distância" e atribui a ação elétrica à tensões e pressões em um meio onipresente, sendo essas tensões o mesmo tipo daqueles familiares aos engenheiros, e o meio sendo idêntico àquele em que a luz se propaga.

Não só Maxwell defendia a existência do Eter, mas Tesla, Steinemetz, Heaviside, entre outros pioneiros da eletricidade. Assim mesmo, a Ferrocell trouxe novo impulso as ideias destes cientistas, vista que não é lógico pensar em particulas virtuais para explicar a "ação a distância", ou como o equivocado Einstein dizia "Spook action at distance"

Voce já notou a diferença de diâmetro entre os cabos que chegam no transformador de alta-tensão (muito finos) na rua e os cabos que saem dele (muito grossos) para os prédios de apartamentos?

Ou seja os supostos "elétrons" livres supostamente "portadores de carga" podem vir em cabos de pequeno diâmetro e logo na sua casa precisam ser de diâmetros maiores ? Toneladas de elétrons estão sendo criados ?

Seguidamente, examinaremos a quantidade de elétrons que passa por um cabo de seção 1cm2 (um centímetro quadrado) numa tensão de 500 kV.